Buscar
  • Taille Consultoria

LINHA DE CRÉDITO PRONAMPE: COMO DEVO USAR



LINHA DE CRÉDITO PRONAMPE: COMO DEVO USAR


A linha de crédito do PRONAMPE definido em lei, foi criada objetivando o desenvolvimento e fortalecimento dos pequenos negócios, todavia, a atual situação econômica do país exige que o valor deste crédito, seja muito bem investido e aproveitado por parte dos empresários. A grande questão é: o que fazer com este dinheiro?

Com as mudanças não somente na economia, mas também no modo em que as situações se comportam, muitas coisas mudaram com a pandemia, e não voltarão a ser como antes. Agora com a necessidade de se reinventar, este dinheiro pode auxiliar neste processo de transformação.

A partir de um planejamento estratégico, este dinheiro precisa ser aplicado para que gere um aumento na receita e consequentemente gere mais lucratividade, pode também ser aplicado para diminuir os custos operacionais, se utilizando de investimentos em transformação digital da empresa, automação de processos e mecanismos de autoatendimento; o uso como capital de giro pode ser favorável também, atuando diretamente com a renegociação de dívidas que possuem um alto custo financeiro.

Outro ponto importante a ser destacado é o Cash Runway, que representa o período de tempo em que a empresa permanecerá solvente, supondo que não consiga mais “levantar” dinheiro. Na pior das hipóteses, as empresas precisavam no mínimo de 3 meses de Cash Runway, o que na maioria, não acontece. O dinheiro da linha de crédito pode também ser utilizado com este fim, melhorando o Cash Runway da empresa para um maior fôlego financeiro, considerando a instabilidade econômica nos últimos meses.

Com as decisões corretas quanto a aplicação do dinheiro, o seu negócio pode alavancar ainda mais e gerar bons resultados. O problema está quando o dinheiro é mal-empregado, podendo levar a empresa a falência ou a um endividamento maior do que antes de obter o crédito. Cabe ressaltar a importância de antes de obter o crédito, realizar um planejamento da utilização do valor, levando em consideração que a empresa não poderá reduzir seu quadro de funcionários até 60 dias após o recebimento da última parcela.

Neste momento é essencial, antes de tomar a decisão, ter um profissional que conheça o seu negócio e tenha um conhecimento intensivo na área, servindo além dos números, mas aconselhando para que as melhores decisões sejam tomadas.


246 visualizações

©2017 TAILLE - Consultoria Financeira e Tributária  I  Todos os direitos reservados.